Alimentos e Nutrição Araraquara, Vol. 20, No 1 (2009)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Avaliação microbiológica e microscópica de presuntos fatiados refrigerados

J. SERIO, C. R. MUNIZ, C. A. S. FREITAS, J. R. LIMA, J. A. SOUZA NETO

Resumo



A manipulação e armazenamento inadequados de presuntos podem torná-los potencias transmissores de gastroenterites alimentares. O presente trabalho objetivou avaliar as características microbiológicas e microscópicas de presuntos fatiados refrigerados comercializados em supermercados na cidade de Fortaleza, Ceará. Foram coletadas amostras de presuntos fatiados em 4 redes de supermercados, levadas ao laboratório e analisadas quanto à contagem de bactérias mesófilas, bolores e leveduras, coliformes a 35º e a 45º C. Para a observação em microscopia eletrônica de varredura as amostras foram submetidas à préfixação em glutaraldeído e paraformaldeído, pós-fixação em OsO4, desidratação, montagem em “stubs’ e cobertas com uma fina camada de ouro. As amostras apresentaram contagens de bactérias aeróbias mesófilas variando entre 105 e 108 UFC/g e de bolores e leveduras de 105 UFC/g. Todos os presuntos avaliados apresentaram coliformes a 35oC, variando entre 7 e 2400 NMP/g, não sendo constatada a presença de coliformes a 45oC. Nas eletromicrografias obtidas detectou-se a presença de um espesso biofilme recobrindo as superfícies dos presuntos, constituído por numerosas bactérias e mucilagem. Sob aumento de 10.000 vezes, foi possível observar bactérias com distintas formas e arranjos. Os valores de coliformes a 35ºC e as contagens de bactérias aeróbias mesófilas e bolores e leveduras, além de biofilmes encontrados podem ser um indício de inadequadas condições higiênico-sanitárias durante o processamento, transporte ou distribuição dos presuntos.


Texto Completo: PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários

A submissão de artigos está sendo feita no novo Portal da Revista de Alimentos e Nutrição
Será necessário se recadastrar para submeter novos artigos