Alimentos e Nutrição Araraquara, Vol. 13, No 1 (2002)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Qualidade sanitária da água distribuída para consumo humano pelo sistema de abastecimento público da cidade de Araraquara-SP

J. A. D. B. CAMPOS, A. FARACHE-FILHO, J. B. FARIA

Resumo


Considerando-se a importância da qualidade da água para a saúde da população, amostras foram coletadas em locais representativos da rede de abastecimento público de Araraquara e analisadas quanto à qualidade físico-química e microbiológica. A cidade foi dividida em dez setores de acordo com a localização dos reservatórios de distribuição. As amostras foram coletadas nas residências selecionadas, em torneiras provenientes da rede de abastecimento. Para verificar a influência da rede de distribuição na qualidade da água, as amostras foram coletadas levando-se em consideração a distância dos reservatórios de distribuição, selecionando-se residências próximas, intermediárias e localizadas na ponta da rede. Foram determinados os teores de flúor, ferro, cloro e cálcio, bem como a cor, a turbidez e o pH, além da contagem de coliformes totais e fecais. Os dados obtidos foram analisados estatisticamente e os resultados comparados com os padrões de potabilidade propostos pela legislação brasileira. Os resultados mostraram que apenas o flúor apresentou algumas variações em sua concentração, estando fora do padrão de potabilidade, o que sugere a necessidade de um maior rigor no controle da fluoretação da água de Araraquara. Os resultados permitem afirmar que o controle físico-químico e microbiológico da água tratada pelo Departamento Autónomo de Água e Esgotos de Araraquara (DAAE) revelou-se adequado e que a rede não interferiu na qualidade da água distribuída.


Texto Completo: PDF

A submissão de artigos está sendo feita no novo Portal da Revista de Alimentos e Nutrição
Será necessário se recadastrar para submeter novos artigos