Alimentos e Nutrição Araraquara, Vol. 24, No 1 (2013)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

DETECÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DE AFLATOXINAS EM AMOSTRAS DE GRÃOS DE AMENDOIM E DERIVADOS COMERCIALIZADOS NA REGIÃO DE MARÍLIA – SP, 2002-2009
Detection and quantifi cation of afl atoxins in samples of peanut grains and derivatives traded in the...

R.A. SILVA, I.T. YAMAMOTO, L.O. FERREIRA, L.R.M. MARQUES

Resumo


O objetivo do trabalho foi analisar retrospectivamente a ocorrência e a quantidade de afl atoxinas B1, B2, G1 e G2 em amostras de grãos de amendoim e derivados coletadas em estabelecimentos comerciais da região de Marília, Estado de São Paulo, no período 2002-2009. Entre as 75 amostras analisadas, 12 (16%) continham níveis detectáveis de afl atoxinas (≥ 2 μg/Kg) pelo método de cromatografi a em camada delgada, sendo 4 amostras de amendoim e 8 amostras de paçoca. A afl atoxina do tipo B1 foi detectada em todas estas amostras isoladamente ou em combinação com os tipos B2, G1, e G2. Embora a frequência de detecção de afl atoxinas em amendoim e derivados no presente estudo tenha sido relativamente baixa, a continuidade e a otimização do controle de qualidade pela cadeia produtiva e das ações governamentais para avaliação da qualidade destes produtos são essenciais para evitar riscos à saúde do consumidor e prejuízos econômicos.


Texto Completo: PDF

A submissão de artigos está sendo feita no novo Portal da Revista de Alimentos e Nutrição
Será necessário se recadastrar para submeter novos artigos