Alimentos e Nutrição Araraquara, Vol. 19, No 1 (2008)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Flavonóis e flavonas: fontes brasileiras e fatores que influenciam a composição em alimentos

L. S. HUBER, D. B. RODRIGUEZ-AMAYA

Resumo



O interesse em pesquisar os flavonóides se deve a estudos que indicam efeitos benéfi cos à saúde, principalmente na prevenção de doenças degenerativas, como câncer e doenças cardiovasculares. A determinação dos flavonóides em alimentos, bem como a investigação dos fatores que influenciam a composição, são necessários para apontar as fontes e otimizar as condições de produção, processamento e estocagem, a fi m de manter ou incrementar seus teores na dieta da população, para promoção da saúde. Os chás preto e verde e a erva mate são muito ricos em quercetina, sendo os dois primeiros fontes também de miricetina e kaempferol e o último de kaempferol. As melhores fontes entre as frutas são pitanga e caju, que contém quercetina, kaempferol e miricetina; acerola, tendo quercetina e kaempferol, e taperebá e maçã com altos conteúdos de quercetina. Entre as hortaliças consumidas no Brasil, as principais fontes são cebola, couve e rúcula, com altos teores de quercetina, rúcula e couve com altos níveis de kaempferol, e salsa com grande quantidade de apigenina. Os teores de flavonóides nos alimentos são determinados geneticamente, porém, são influenciados também por fatores como estação do ano, clima, composição do solo, estádio de maturação, preparo, processamento e estocagem dos alimentos.


Texto Completo: PDF

A submissão de artigos está sendo feita no novo Portal da Revista de Alimentos e Nutrição
Será necessário se recadastrar para submeter novos artigos